Regiões Douro

"O Doiro sublimado. O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à força de se desmedir. Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso da natureza. Socalcos que são passadas de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor, pintor ou músico podem traduzir, horizontes dilatados para além dos limiares plausíveis da visão. Um universo virginal, como se tivesse acabado de nascer, e já eterno pela harmonia, pela serenidade, pelo silêncio que nem o rio se atreve a quebrar, ora a sumir-se furtivo por detrás dos montes, ora pasmado lá no fundo a reflectir o seu próprio assombro. Um poema geológico. A beleza absoluta."

A região do Douro, considerada a região demarcada mais antiga do mundo, é local de nascimento do vinho do Porto. Com o rio Douro e as serras do Marão e Montemuro, esta região tem as condições climatéricas ideais para a produção abundante de uvas suculentas.

Nesta região produzem-se vinhos com estrutura e complexidade únicas, sendo as suas principais castas a Touriga Franca, a Touriga Nacional, a Tinta Barroca, a Tinto Cão e a Tinta Roriz. O vinho do Douro contém propriedades singulares que adquire das condições naturais como o clima, e também do seu processo de fabrico. Esta região caracteriza-se também por ter uma vertente turística relacionada com o vinho, sendo que a sua paisagem foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO e tendo em conta que muitas Quintas apostaram nessa vertente de Enoturismo.